Deus usa os sonhos para nos alertar sobre o pecado na área sexual, ensina John Piper

0
8

Como cristãos devem responder a sonhos sexuais indesejados? O pastor e teólogo John Piper comentou o assunto e pontuou que Deus às vezes os usa para “nos aterrorizar com avisos, a fim de humilhar nosso orgulho e nos impedir de pecar”.

O tema surgiu em um episódio do podcast que o pastor veicula no site do ministério Desiring God. O pastor Batista reformado respondeu a um leitor que o perguntou por que ele “tem sonhos sexuais lúcidos com outras pessoas que não a esposa”.

“Me incomodam intensamente, mesmo depois de acordar, porque não posso deixar de sentir que pequei e, pior ainda, sinto como se não tivesse controle sobre ele, como acontece com a maioria dos meus sonhos”, disse o leitor.

Embora reconheça que não sabe por que isso acontece, Piper identificou passagens das Escrituras que esclarecem o modo como os sonhos funcionam. Inicialmente, ele lembrou que os sonhos podem transmitir mensagens falsas, citando Zacarias 10:2.

“Existe algo como falsos sonhos. Existem falsos significados. Os sonhos vêm e nos entregam mensagens falsas. […] Minha primeira exortação é: diga ao Senhor e ao sonho e ao diabo: ‘Isso foi um sonho falso. Isso não significa que sou infiel. Eu quero ser fiel à minha esposa. Eu não sou infiel a ela. Esses sonhos são uma mentira. Então diga que, com base na realidade da Bíblia, existe um sonho falso”, ensinou o pastor.

Em seguida, Piper disse que os sonhos podem nos testar (Deuteronômio 13:1–3 ), e acrescentou: “Deus usa falsos profetas e sonhos mentirosos, mesmo acompanhados de sinais e maravilhas sobrenaturais, para testar Seu povo”.

“Não é errado dizer enquanto isso está atormentando você: ‘Sonhos, satanás, cérebro, hormônios, seja o que for, não serei sugado por isso. Eu vejo como minha fé está sendo testada aqui. Eu amo minha esposa? Eu amo a pureza? Eu amo a santidade? Eu amo a Cristo, que morreu para me tornar puro? Sim, eu amo. Não serei desfeito por este teste. Vou passar pela fé no sangue de Jesus para cobrir todos os meus pecados, para me capacitar a andar na verdade’”, continuou.

O terceiro ponto abordado por John Piper envolve uma questão de foro íntimo: eles podem revelar nossos desejos, segundo a passagem de Isaías 29:7,8.

O líder evangélico norte-americano também avisou que os sonhos têm função de nos alertar: “Deus realmente usa sonhos para nos aterrorizar com avisos, a fim de humilhar nosso orgulho e nos manter afastados do pecado […] Mas se isso for verdade, uma maneira de encarar sonhos sexualmente ilícitos – sonhos em que você faz coisas ilícitas no sonho – é que Deus está nos aterrorizando em nossos sonhos com o horror dessa perspectiva na vida real, para que possamos vencer”.

“Será que o sonho terá o efeito designado por Deus de nos humilhar, assustando-nos com a nossa propensão a pecar? E vamos nos apegar a Ele por pureza na vida de vigília?”, questionou o pastor.

Na conclusão da resposta, ele fez sugestões para “despachar sonhos sexualizados”, incentivando à oração sincera pela libertação de tais sonhos; à leitura das Escrituras antes de dormir e ao estudo sobre o que envolve o sono.

Seus hábitos de cinema e TV e todo o conteúdo sexualmente estimulante – não apenas pornô, mas sexualidade mundana”, aconselhou. “Agora, isso é sobre todos os programas de TV e todos os filmes. Me desculpe por isso. Você não precisa disso. Os cristãos por dois mil anos não se alimentavam de filmes todas as noites. Não vai ajudar você a se animar com os chamados filmes de classificação etária para adolescentes que têm cenas sexualmente excitantes”.

Insistindo sobre a importância da leitura da Bíblia, Piper aconselhou confiar nas promessas do Salmo 25:15: “Diga com confiança: ‘Meus olhos estão sempre voltados para o Senhor, pois Ele arrancará meus pés da rede’”, concluiu.

Segundo informações do portal The Christian Post, um estudo de 2007 realizado com 3.500 pessoas publicado na Academia Americana de Medicina do Sono, aproximadamente 8% dos sonhos dos entrevistados envolviam sexo.